Trilha Pedra do Telégrafo, Guaratiba – Rj

Trilha Pedra do Telégrafo, Guaratiba – Rj

A Pedra do Telégrafo é sem dúvida uma das Trilhas mais famosas do Rio de Janeiro , localizada no Morro de Guaratiba, a Trilha ganhou notoriedade após serem divulgadas fotos, de trilheiros “à beira de um precipício”, a situação de perigo logo chamou a atenção de turistas e curiosos, o que garantiu a fama e a enorme fila para a polêmica foto.

O Morro de Guaratiba está situado no Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB) e é chamado de Pedra do Telégrafo ou Morro do Telégrafo, possivelmente por ter recebido, durante a Segunda Guerra Mundial, um posto avançado, com rádio, para observação de submarinos inimigos e prevenção de ataques às embarcações brasileiras.

Ficha Técnica:

Onde Fica: Parque Estadual da Pedra Branca

Tempo médio de caminhada: 50 minutos

Grau de Dificuldade: Moderado

Extensão: 1.880

Altitude Máxima: 354 Metros

Como chegar:

Nós tivemos de seguir um caminho alternativo, pois estávamos no Recreio, posto 12. De lá pegamos um Uber direto para Guaratiba – deu um valor aproximado de R$ 34, do Recreio até lá. Mas era uma segunda-feira, feriado, pode ser que dê alguma diferença no valor.

No entanto, você pode pegar o BRT até alvorada e lá no terminal trocar, pegar sentido Mato Alto e descer na estação Ilha de Guaratiba. De lá do BRT você pode pegar um ônibus – a linha 867 Campo Grande x Barra de Guaratiba. Ou pegar o 867 direto em Campo Grande, o ponto final dele é em Guaratiba.

A Trilha

A Trilha têm até 3 subidas diferentes, por isso o ideal é que você vá com alguém que já tenha feito, que conheça a área, por mais que seja muito bem sinalizada, ir com alguém que já conheça vai te ajudar a não perder tempo.

Nós subimos por ruas residenciais até a entrada da Trilha, a subida foi bem tranquila e como era feriado a trilha estava muito movimentada. Haviam muitos grupos, turistas e pessoas que foram curtir a praia e resolveram conhecer a trilha.

A Trilha é toda demarcada com a pegada da Trilha Transcarioca – que é uma trilha que cruza o Rio de Janeiro, tendo como ponto inicial Barra de Guaratiba e finalizando aos pés do Pão de Açúcar, um percurso de aproximadamente 180 km.

A Trilha é muito bem sinalizada, encontramos em toda a sua extensão placas e sinalizações, o que facilita e muito o caminho para quem está indo pela primeira vez.

Veja Também Trilha do Pão de Açúcar

A subida da trilha tem um visual fantástico e tem um mirante no meio do caminho que você pode parar para descansar e tirar fotos.

É muito importante respeitar seus próprios limites, se for em grupo sempre esperar o colega que não está tão bem preparado quanto você, é uma trilha um pouco puxada e não precisa subir correndo com pressa, se dê um tempo para admirar e se conectar com a natureza. E quem não está mais acostumado vale a pena o esforço, por que por mais difícil que  seja a subida, a vista como recompensa faz valer a pena.

Da direita para a esquerda, Camila Santos (Na Estrada com as Minas), Nathaly Fogaça (Agência VAMOS), Cláudia, Hugo e Gabriella Silveira.

Veja Também Dicas para Trilheiras Iniciantes

O que nós recomendamos é que, caso você decida fazer a trilha em um final de semana ou em um feriado vá bem cedo e preparado para enfrentar uma fila gigantesca para tirar a famosa foto na Pedra da Bigorna – sim, risos, o nome da famosa Pedra é esse.

E quando você chegar lá em cima, aproveite muito bem a vista, não jogue lixo na mata e tenha sempre muito cuidado. Use repelente e protetor solar.

A maioria das pessoas depois de descerem a trilha finalizam com um maravilhoso banho de mar ou nas Praias Selvagens – que em breve faremos posts sobre elas ou na Praia Grande, no início da trilha, já que é caminho para ir embora – e foi o que fizemos, pois nos perdemos umas três vezes e não conseguimos de jeito nenhum chegar na famosa Praia da Tartaruga, mas com toda certeza voltaremos em breve!

Vocês já fizeram essa trilha? Conta pra gente como foi e use a nossa tag no Insta #naestradacomasminas pra vermos como foi sua experiência.

Referências:

Trilhando Montanhas

Comentários

Comentários

Cami Santos, mãe da Clara, carioca com alma de cigana, ariana dos pés a cabeça, 22 anos. Estudante de Jornalismo, feminista negra interseccional, escritora e apaixonada por moda, viagens, fotografia e música.



1 thought on “Trilha Pedra do Telégrafo, Guaratiba – Rj”

O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: