Roteiro de viagem de 8 dias em: Natal – João Pessoa/PB – por Jandira Maciel

Roteiro de viagem de 8 dias em: Natal – João Pessoa/PB – por Jandira Maciel

No post anterior, detalhei um roteiro completo para quem planeja uma viagem para Maceió e um Bate e Volta em Porto de Galinha. Um lugar deslumbrante que possui inúmeras belezas naturais e com astral incrível! Verdadeiro paraíso! Valeu viver esse momento pra lá de enriquecedor.

 

NATAL – JOÃO PESSOA /PB – DICAS E SUGESTÕES DE ROTEIROS

Neste quarto post, compartilho com vocês um pouquinho da minha paixão (literalmente) por viagens, impressão pessoal sobre lugares onde estive, dicas e sugestões de roteiros que possam despertar em vocês o desejo de conhecer e viajar.Vambora comigo? Nosso próximo destino será. Natal – João Pessoa /PB!

Roteiro de Passeios e Atrações: Natal, João Pessoa (Bate e volta), City Tour, Pipa (Tibaú do Sul), Passeio de Buggy do Litoral Norte, Praia de Ponta Negra, Maracajaú e Punaú.

Hospedagem: Fiquei hospedada no terceiro andar do Natal Praia Hotel, localizado a 50 metros da Praia dos Artistas e perto de um bairro popular de Ponta Negra. É super central, para os passeios turísticos, de fácil acesso a restaurantes, pizzarias, conveniência, barzinhos e bem próximo da feira de artesanato. Apesar de o hotel ser três estrelas, gostei muito da experiência e não tive nenhum problema durante a minha hospedagem.

 

Primeiro dia: Roteiro – Natal-RN

Como é lindo a vista do meu quarto..

Cheguei de um vôo com parada em Brasília por volta das 13h15min, dirigi-me a recepção do hotel para fazer o check-in e aproveitei para conversar com o pessoal da recepção. Subi para o quarto, desfiz as malas, tomei um banho, troquei de roupa e fiquei admirando por alguns instantes pela janela a paisagem da orla e a piscina do hotel (Surpreendente!) e depois desci para almoçar um saboroso Bobó de Camarão. Mas tarde, resolvi caminhar pela orla, conhecer as agencias local (Contratar passeios) e depois peguei um ônibus destino Shopping Midway Mall.

 

Segundo dia: Roteiro – João Pessoa –PB: Bate e Volta

Acordei bem cedo, a saída para o passeio era 07h00min com previsão de chegada às 19h30min. João Pessoa é conhecido como a cidade onde o sol nasce primeiro nas Américas. (Rs)

O microônibus saiu em direção à capital paraibana pela BR-101 (sul), passamos pelos principais pontos turísticos históricos da cidade, com parada no museu da Igreja de São Francisco, em seguida passamos pela Praça João Pessoa, Parque Sólon de Lucena e depois seguimos para visitarmos as praias de Tambaú, Manaíra e Cabo Branco, onde conhecemos o Farol de Cabo Branco na Praia do Seixas.

Na descida paramos para almoçar na churrascaria Toca do Caju um saboroso churrasco. O Self service é bastante variado e o cardápio vão desde comida regional até pratos da culinária japonesa. O atendimento é muito bom, lugar limpo, amplo e bons preços. (Vale à pena conferir)

A próxima visita foi no Mercado de Artesanato Paraibano. Aproveitei a parada para fazer compras e gostei muito do mercado paraibano, até pela sua diversidade. Se quiser presentear alguém com presentinhos locais, é a melhor opção. (preços justos)

Para finalizar seguimos para Praia Fluvial de Jacaré. Essa praia é responsável por um grande espetáculo a céu aberto, o maravilhoso pôr do sol ao som do Bolero de Ravel.

Antes de ver o por do sol, vale a pena passear pela feirinha de artesanato, a Casa do Nordeste e Art Container que vendem artesanato local, além de opções para comer com o valor bem interessante.

A vista para o Rio Paraíba é cercada por bares, que exigem um couvert para entrada e ter uma vista privilegiada. Quem não quiser entrar num dos bares, podem assistir ao espetáculo na agradabilíssima orla sobre palafitas à beira-rio.

Outra opção para ver o sol se pondo é fazer o passeio de barco (com animação), que garante uma vista da embarcação e um passeio pelo manguezal ao redor da praia. .(Fica a dica)

Optei pelo passeio de barco. O espetáculo acontece na hora do pôr do sol, por conta do saxofonista (Jurandy) que se apresentam em um barco que passeia para lá e para cá da linha desenhada no Rio Paraíba pelo holofote natural do sol, tocando o famoso bolero de Ravel (Emoção pura! Momento mágico!).

O passeio dura 90 minutos e pode ser contratado no local. Se não tiver comprado seu passeio com antecedência, a dica é chegar cedo, porque os barcos podem lotar e perder o programa fluvial que é bem mais dinâmico.

Ao entrar no barco, somos recepcionados por um narrador fantasiado de jacaré, que conta curiosidades históricas sobre o Rio Paraíba. Animação continua com brincadeiras entre os passageiros e de repente surge um casal de Lampião e Maria Bonita dançando um forró arretado de bom. (Divertidíssimo)

Quando o barco pára, todos acompanham a coreografia do barco do Jurandy e os momentos finais do entardecer, o sol parece dançar na cadência do Bolero, caindo um pouquinho mais a cada marcação e perdendo a força a cada floreado da melodia, como se saxofonista tocasse uma canção de ninar.

A sincronia é perfeita o último acorde com o derradeiro suspiro do sol antes de se esconder atrás da mata na margem do rio.

Depois do pôr do sol, Jurandy (Saxofonista) desembarca em algum dos bares para continuar o show (com direito à Ave Maria de Gounod às 18h00min em ponto). Sai de lá, surpreendida pela junção do espetáculo artístico com o natural (É um presente de Deus).

 

Terceiro dia: Roteiro – City tour

Sai do hotel por volta das 08h00min. O roteiro inclui os principais pontos turísticos de Natal, entre eles a praia de Ponta Negra onde está o Morro do careca, seguindo pela Via Costeira está o Parque das Dunas, o Farol da Mãe Luiza até chegar às praias de Areia Preta, praia dos Artistas, praia do Meio, praia do Forte, praia da Rendinha e a Ponte Newton Navarro, onde podemos avistar a Fortaleza dos Reis Magos (Parada – ingresso não incluso).

Seguimos o passeio passando por ruas, bairros e patrimônios históricos da capital, como Igreja Bom Jesus das Dores, Casa do historiador Câmara Cascudo, Solar Bela Vista, Capitania das Artes, Praça dos Três Poderes e Centro de Turismo de Natal. (parada – compras).

Continuamos pelo litoral sul, passando pelo Estádio Arena das Dunas, pela Barreira do Inferno onde se encontra a Base de Lançamento de Foguetes e a praia de Cotovelo (parada para fotos).

Para finalizar o passeio, chegamos à praia de Pirangi, onde está localizado o Maior Cajueiro do Mundo (Parada – ingresso não incluso).

Entrei e achei surpreendente, porque é uma arvore gigantesca com tronco grosso, seus galhos crescem para os lados e não para cima. Ao tocar ao solo, crescem novas raízes (uma anomalia genética). É incrível andar entre os galhos por uma ponte suspensa, saber a história e curiosidades contadas por um guia local, subir no mirante e ver o enorme cajueiro de cima e ainda degustar o suco de cajú oferecido na saída como cortesia! (Fica a Dica)

Quarto dia: Roteiro – Pipa Tibaú do Sul

Saímos do hotel as 07h00min, nesse roteiro o acesso a Praia da Pipa foi feito pela BR 101 sentido sul até o município de Ti baú do Sul onde fica Pipa. o microônibus e seguiu para primeira parada na linda falésia de Tabatinga conhecida por Mirante de Tabatinga, pegamos uma estradinha e chegamos até a praia. Tirei algumas fotos e continuei a seguir o roteiro. A próxima parada foi ao Pórtico da entrada de Tibaú do sul. Começamos a subir e a primeira paisagem que se avista é a Lagoa de Guaraíras.

Caminhamos até a praia, optei pelo passeio de barco que foi a melhor maneira de conhecê-la, a lagoa Guaraíras é um espetáculo da natureza. Tive a sorte de avistar os golfinhos que seguem o barco sendo a principal atração do lugar. Tem o banho de argila que permite a visão dos mangues e seu habitat que abriga garças e alguns crustáceos. Também há uma parada em um banco de areia para banho no meio da lagoa onde são oferecidos espetinhos de camarão, água de coco gelado, drinques e aperitivos.  (lugar incrível)

Continuando o passeio, antes de chegar à praia da Pipa é inevitável não conhecer a praia de Ponta do Madeiro, o visual é lindo. A presença da natureza é visível, pois a praia é rodeada por falésias. Prepare as pernas, pois existem muitas escadas (uma espécie de trilha em meio à mata) para acessar as praias do Madeiro, e a do Amor.

Para finalizar, seguimos para praia de Pipa. O vilarejo é um charme e a praia é linda com suas piscinas naturais e falésias Pipa é um desses lugares que nos enfeitiçam. Aproveitei um tempinho antes de fazer o passeio de catamarã pra desfrutar no quiosque um peixinho frito com salada, camarão e batata frita e uma cervejinha gelada é claro.

Chegando ao catamarã, você começa a se preparar para a viagem em alto mar pela mais bela praias de Pipa, Madeiro, do Amor e Baía dos golfinhos, Praia de Cacimbinhas e Falésias do Chapadão. Ao passar o guia vai contando brevemente algumas curiosidades sobre o local. O visual é incrível e o mais especial de tudo é o banho de mar. Temperatura agradável da água e ainda com os golfinhos nadando por ali, uma comunhão incrível com a natureza. Simplesmente amei esse lugar!Valeu Pipa eu volto!

 

Quinto dia: Roteiro – Passeio de Buggy do Litoral Norte: Genipabu

 

Passeio de buggy pelas dunas de Genipabu é um passeio repleto de adrenalina. A pergunta é com ou sem emoção? Com MUITA emoção!

Assim começou o meu dia, o bugueiro veio me apanhar pontualmente ás 09h00min, para um roteiro que incluiu nove praias, quatro parques de dunas e três lagoas. O passeio iniciou em direção ao Litoral norte, passando pelas praias urbanas, Ponte Newton Navarro e a primeira parada na Praia da Rendinha, na seqüência o Aquário de Natal (optei por não entrar), depois Santa Rita e finalmente às dunas de Genipabu onde se realizou aparte mais emocionante deste passeio.

O visual é incrível!As dunas são móveis e a ação do vento, muito intensa no litoral move a areia de um ponto a outro, o que torna a paisagem sempre uma novidade. A sensação é de uma montanha russa, as manobras são radicais, na descida o bugueiro põe o pé no freio com muita adrenalina. Fizemos todo o passeio com muita emoção!! É uma aventura indescritível, mostrando um cenário de beleza rara.

Num ponto das dunas, você encontra o passeio com dromedário (optei por não fazer). Fizemos uma parada com vista para a Área de Proteção Ambiental das Dunas de Genipabu. A impressão que dá é que você está vendo um quadro pintado a óleo de tão lindo!Mas, não é. Essa imagem é real (Deus presente em tudo).

Voltamos ao buggy, entre descida e subida com muita emoção. (Dica – Não esqueça de ir de óculos, porque a areia bate no seu rosto o tempo todo)

Seguimos para praia de Genipabu, lá tem barraquinhas onde você pode sentar e curtir a paisagem, tirar fotos e tomar banho de mar. (água morninha! Que delicia!) Atravessamos em uma balsa para chegarmos a Praia de Pitangui.

Nas dunas de Pitangui, fiquei correndo, me joguei, parecia uma criança toda suja de areia (Bom de mais!), descemos para a lagoa Pitangui, lá pude observar as iguanas e os micos. (Animais, natureza e o homem interagindo juntos). Voltando a subir e descer as dunas cheguei à Lagoa de Jacumã.

Aí, Nossa! Fiz o passeio Eskbunda, (descida na prancha) e a Aerobunda (tipo um teleférico, uma cadeira que desliza sobre o trilho, puxado por um cabo de aço). Imperdível!Adrenalina pura galera!

Seguimos para Lagoa do Pitangui, parada para o almoço no Bar da Lagoa,como o nome já diz, fica na beirada da lagoa e você consegue ver os peixinhos pertinho dos seus pés.

A lagoa do Pitangui você pode tomar banho, andar de caiaque, pedalinho e deitar na rede dentro da lagoa. O passeio terminou, e é hora de voltar. Que pena! Valeu e muitoooooo!

Dica – (Valores não inclusos no passeio: balsa, almoço, brincadeiras e dromedários).

 

Sexto dia: Roteiro Praia de Ponta Negra

Depois de um passeio maravilhoso no dia anterior, resolvir não turistar e ser nativo do lugar. Peguei um ônibus e fui para praia de ponta negra. Tudo acontece por lá. O que mais gostei de fazer é me esticar nas espreguiçadeiras e ficar olhando para o mar e o morro do careca. É impressionante como consegui esvaziar a minha mente, às vezes fazer isso vale muito mais que anos e anos de terapia. (RS) Depois voltei para o hotel, tomei um banho, tirei um sonequinha e quando acordei fui para um barzinho perto do hotel. Lá, tinha musica ao vivo, petiscos, aperitivos e caldos deliciosos. (fechei a noite)

 

Sétimo dia: Roteiro –  Maracajaú e Punaú

A Van veio me apanhar no hotel por volta de 08h30min e seguimos mais ou menos uma hora aproximadamente pela estrada e paramos num bar com uma excelente infra-estrutura (ponto de apoio) com uma piscina de frente para a praia Maracajaú. Pra quem optar a não fazer o passeio de barco para o mergulho de Parranchos de Maracajaú, pode ficar desfrutando desse ponto de apoio até o retorno da embarcação.

Seguimos para Punaú, onde tem o encontro do rio e o mar, além de dunas e coqueirais. Lá tem atividades opcionais como passeio de quadriciclo, de caiaque e tirolesa e cavalgadas. (Vale a pena ir)

O meu desejo era relaxar, caminhar, tomar banho no rio Punaú e curtir uma praia completamente isolada, longe de tudo. (Deixou saudades!)

 

Oitavo dia: Roteiro – De volta para casa

O vôo de volta para casa era às 16h15min, como deixei tudo prontinho no dia anterior, acordei cedo, tomei um demorado e delicioso café da manhã e depois fui refrescar e relaxar na piscina do hotel, aproveitar aquela cascata maravilhosa com um som relaxante das águas de um rio, da água de chuva e até mesmo o som do mar, não é mesmo?

 

Valeu! Natal e João Pessoa esses momentos inesquecíveis! Até a volta.

 

Espero que vocês tenham gostado desse post, pela impressão pessoal sobre lugares onde estive, dicas e sugestões de roteiros para quem deseja conhecer e viajar para esses lugares incríveis! Aguardem o próximo destino!

Comentários

Comentários

Mulheres tão particulares, com um único objetivo em comum, viver as melhores (e maiores) aventuras já vistas. Juntas ou sozinhas, nós queremos é viver! E compartilhar nossas experiências para que possamos inspirar cada vez mais, outras mulheres.



2 thoughts on “Roteiro de viagem de 8 dias em: Natal – João Pessoa/PB – por Jandira Maciel”

O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: