Maceió – Porto de Galinha: Roteiro de Viagem de 8 dias – por Jandira Maciel

Maceió – Porto de Galinha: Roteiro de Viagem de 8 dias – por Jandira Maciel

No post anterior, detalhei um roteiro completinho para quem quisesse conhecer Fortaleza e um Bate e Volta em Jericoacoara . Um lugar encantador! Trouxe as melhores recordações, que ficaram guardadas em minha memória e em minha alma.

MACEIÓ-PORTO DE GALINHA – DICAS DE ROTEIROS

Roteiro de Passeios e Atrações: Nesses  8 dias conheci as Praias urbanas de Maceió: (Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca) e nos passeios, City tour Panorâmico, a Praia do Francês, Praia do Gunga, Maragogi, Delta de São Francisco e Bate e Volta em  Porto de Galinhas.

Neste terceiro post, divido com vocês dicas, sugestões de roteiros e momentos pra lá de enriquecedores! A escolha: “sei lá, minhas viagens que me escolhem”. É verdade, não tenho planejado para onde irei, porque quero conhecer todos os lugares. Aí, guardo uma graninha e vou atrás do que cabe no bolso. E aí Bora comigo?Nosso próximo destino será: Maceió – Porto de Galinhas!!

Maceió: Ah Maceió! Terra de gente bonita, feliz, sem muitas preocupações, cada um vive por lá do seu jeitinho. Foi uma linda e agradável surpresa. Já viajei para vários lugares, mas uma cidade como Maceió não tem nem palavras para descrever, é mágico estar num lugar desses. E tanto foi que pretendo voltar.

Maceió é simplesmente maravilhosa, receptiva e não existe no nordeste um destino mais encantador. As praias são de uma beleza estonteante, a água cristalina, temperatura morna e tranquila, tanto na orla central, quanto as praias do sul e do norte, porém, têm os mesmos problemas de outros centros urbanos. Mas, nada que pudesse abalar a minha estadia naquele paraíso.

Hospedagem: Fiquei hospedada no Verde Mar Hotel, situado em frente ao mar, na Praia de Pajuçara. Gostei bastante, é o último hotel da orla de Pajuçara. Achei a região tranquila, próximo de Supermercados, Restaurantes, Feira do Artesanato, Praças de Eventos, orla perfeita e acessível a todos os passeios. Local ideal para seguir o meu roteiro de viagem e cumpriu a finalidade econômica sem decepcionar.

Locais mais indicados para hospedagem são Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca,. (Fica a dica)

Primeiro dia: Roteiro – Maceió – Cheguei à tarde, tomei um banho delicioso, troquei de roupa e desci para conversar com a galera da recepção do hotel (ouvir dicas e contratar passeios nas agências locais), acabei aproveitando a piscina do hotel.

Depois, caminhei pela orla, conheci alguns quiosques, conferi as peças de artesanato, roupas e a típica renda filé, que dá origem a caminhos de mesa, saída de banho e até de vestidos na feirinha (é um paraíso para compras), que fica logo ali na própria Pajuçara. Os produtos de lá são de qualidade e os preços justos. (quando for à Maceió, não deixe de ir)

Nessa, caminhada passei pelo Imperador do Camarão, queria comer uma comida típica do local, como tapioca, pamonha, camarão ou a lagosta. A opção foi Espeto de Camarão, com arroz colorido e batatas gratinadas. (Nossa! Comi de lamber os beiços) Para quem gosta de um bom vinho rose, a combinação é perfeita.

Segundo dia: Roteiro – Maragogi: A van com o guia veio me apanhar no hotel as 05h00min, a viagem de Maragogi leva 2 h, porque ela é a ultima cidade de Alagoas e já faz divisa com Pernambuco. O passeio precisa ser feito com a maré ainda baixa, o que só rola pela manha. Bem, passei às 2 horas dormindo.

Quando a Van chegou a Maragogi, paramos num restaurante, ponto de apoio. Pré-agendei o meu almoço (Peixada, com pirão e arroz branco) e corri pra comprar o passeio de jangada, porque para chegar até as piscinas naturais é preciso ir de catamarã, lancha e jangada. Então, aí vai à dica muito importante, na hora de fechar o seu passeio, pergunte se o preço já inclui o catamarã, a lancha e jangada e tente negociar um pacote, porque sai mais barato. Para quem visita Maceió, é quase que uma obrigação fazer um passeio em Maragogi.  .É como ir ao Rio de Janeiro e não conhecer o Cristo Redentor.

“A certeza que Deus está sempre presente”. O que tenho para descrever de Maragogi é sublime e fantástico, um local de água cristalina, um verdadeiro paraíso no meio do nordeste. Onde as pessoas podem fazer longas caminhadas mar adentra com água abaixo do joelho. (Maravilhoso!)

Cercada por corais que formam um belo conjunto de piscinas naturais, Maragogi é um lugar para estar em contato com a natureza. Visitando as piscinas chamadas de galés (famosas piscinas naturais), é certo que você se depare com muitos peixes e com diferentes espécies da vida marinha., É o local perfeito para o mergulho, basta entrar na água e se aproximar dos corais que os peixinhos coloridos dão as boas vindas e já indicam que ali, quem comanda é a natureza.

Terceiro dia: Roteiro – City tour Panorâmico e Praia do Francês (passeio incluso no pacote de viagem-Maceió).

Praça Deodoro – http://www.panoramio.com/photo/49125689

City tour Panorâmico – Roteiro: O passeio estava marcado para as 07h30min, percorremos as mais famosas praias da zona urbana: Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca, o bairro histórico de Jaraguá, passando pelo Museu da Imagem e do Som, Associação, Comercial de Maceió, Praça Marsílio Dias, seguindo pelo centro da cidade pela Rua do imperador, Praça Visconde de Sinimbú, Praça Dom Pedro II, Assembléia legislativa, Catedral Metropolitana Nossa Senhora dos Prazeres, com uma breve parada (para fotos) no antigo morro da Jacutinga, atual mirante de São Gonçalo do Amarante. Do alto do Mirante avista-se a cidade e uma de suas belas lagoas, a Lagoa Mundaú.

Voltando ao ônibus, o guia continuou a falar em detalhes de cada ponto turístico da cidade. A Praça Floriano Peixoto, a Igreja Bom Jesus dos Martírios, Palácio do Governo, Teatro Deodoro, Academia Alagoana de letras. (Uma volta ao passado)

Praia do Francês – Na sequência, a próxima parada na Praia do Francês onde haverá banho, passeios e almoço (não incluso). Considerada um das praias mais bonitas de Maceió, a Praia do Francês é um point muito procurado pelos visitantes. O barato do lugar é ser versátil e ter tanto um mar propicia para turistas como indicado para quem viaja com crianças e prefere água mansa.

A parada foi no restaurante que era o ponto de apoio. O almoço foi pré – agendado, escolhi o Caldinho de Sururu feito com leite de coco, tomate e cebola que levanta até defunto (rs). Contratei um passeio de barco e lá, recebi uma aula de biologia, foi uma experiência incrível, porque o passeio inclui conhecer algumas espécies marinhas com óculos de mergulho cedido no passeio e as piscinas naturais.

É linda pelas suas belezas naturais! A praia é formada a esquerda pelo paredão (barreira de arrecifes naturais) onde as ondas quebram e forma-se uma piscina. É uma sensação indescritível passar o dia dentro da água quentinha e transparente só relaxando e curtindo a natureza. Ao lado direito da praia a visão é para o enorme coqueiral que percorre toda a costa, tendo o mar aberto ideal para surfar em suas ondas agitadas, caminhar pela areia, e ter a brisa do mar renovando a nossa alma. A praia oferece ótima estrutura de bares e diferentes opções de restaurantes instalados na pequena orla que acompanha a praia.

Quarto dia: Roteiro – Praia de Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca.

Resolvi caminhar e fiquei encantada com a orla de Maceió, Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca. Elas são um cenário paradisíaco. O clima ameno, as calçadas limpas, área verde bem preservada e bem cuidada, as pessoas hospitaleiras, a comida deliciosa. Achei incrível ver que a faixa de pedestres é respeitada!! Isso é a orla de Maceió!

Praia de Pajuçara – É uma das praias urbana mais freqüentada de Maceió, onde ficam a maioria dos hotéis e pousadas, restaurantes, sorveterias, feirinha de artesanato, e o imperdível passeio de jangada até as piscinas naturais que se formam durante a maré baixa. Muito lindo!

Também é onde acontecem vários eventos, como os festivais de verão, carnaval, blocos, juninos, um forro pra lá de animado pelas bandas de forro locais e esportivos como os torneios internacionais de vôlei de praia.

A cor do mar impressionou-me, um azul celeste inacreditável, a temperatura da água é morna e suas areias brancas e bem fofinhas. A praia é recheada de palmeiras dando um toque de beleza a mais ao lugar. De fácil acesso, basta pegar a avenida principal, que dá vista para o mar.

www.hotelpontaverde.com

Praia de Ponta Verde – Ponta Verde é um bairro nobre, movimentado e cenário dos edifícios mais luxuosos da orla. A avenida é cheia de coqueiros e fica próximo ao centro. A praia é a continuação da praia de Pajuçara, tranqüila é considerada uma excelente opção para os que desejam a pratica de esportes náuticos, como caiaque e windsurfe. Conta com uma espaçosa faixa de areia dourada, o mar de águas cristalinas que parece uma piscina natural.

Aproveitei, para conhecer as Barracas Lopana e Kanoa que são ótimas para passar o dia na praia, são indicadas para quem gosta de um ambiente informal e quer ouvir musica ao vivo.No  lopana, um dos locais mais queridos da noite. Ah que saudade do céu, do sal, do sol de Maceió!!) (recomendo)

Praia de Jatiúca – Resolvi finalizar o dia na praia de Jatiúca é muito bonita, o mar um pouco agitado, uma continuação da praia de Ponta Verde, na direção norte. É um bairro que não dorme. Tem uma orla linda, ótima para fazer caminhada ou pedalar, porem não indicada pra banho. Com as melhores ondas, reúne surfistas e é sede de campeonatos de surf, Kitesurf e Windsurf durante o ano Na orla de Jatiúca a noite é uma criança. (rs)

Após, a caminhada na orla, conhecer as praias urbanas e comer um delicioso Camarão de Parma (meia porção) no Lopana, voltei para o hotel e me preparei para curtir a night maceioense.

Para as bailadeiras de plantão, assim como eu: Divertir-se na cidade é uma tarefa fácil. O forte de Maceió são os bares, agora, quem prefere tomar um chope geladíssimo ou drinks… Saborear os rodízios de petiscos, curtirem musica ao vivo e dançarem um forro pé de serra em espaço descontraído vão conhecer Maikai. (dica)

Considerado um dos melhores (Point) da noite Maceioense, a casa divide-se em duas partes: Uma é a Choperia e a outra o Show Bar com apresentações de bandas locais e nacionais. Amei esse lugar, o ambiente é agradável e pude desfrutar de momentos incríveis.

Encontrei pessoas bonitas, descontraídas, alegre e fiz amigos. Consegui até um Personal Dancer (dancei muitooo! o forro pé de serra) e curti as apresentações de forró que acontecem no bar. O Maikai é sempre uma boa pedida.

Quinto dia: Roteiro – Praia do Gunga e Falésias:

É uma perfeição. Cercada por uma extensa faixa de coqueiros, a água tem uma cor de esmeralda, estonteante que parece pintura feita à mão. Quando você tem acesso à praia, há um mirante, e nele você consegue ver toda a extensão de coqueiros que termina na praia. Na descida, dirigimos à praia, a vista é simplesmente deslumbrante!Você encontra pessoas oferecendo passeios até as piscinas naturais de barco, pelas falésias por buggy, um vôo numa espécie de ultraleve para sobrevoar toda a praia e alugar quadriciclos.

http://www.panoramio.com/photo/49140294

A escolhi as falésias. Embarcamos num buggy (grupo de quatro pessoas) que nos levou por dentro do coqueiral, até que de repente o buggy entrou na praia dando para ver, ao longe as falésias. Quando cheguei perto, Nossa! Fiquei paralisada, emoção pura!Lindo de mais!(Recomendo).Na volta, almocei um peixe frito com arroz branco e salada e aproveitei o tempo que restava curtindo um bom banho de mar.(Valeu Gunga)

Sexto dia: Delta do São Francisco

Adorei rever o Velho Chico, a primeira vez que conheci foi na Bahia. A saída do ônibus no hotel foi ás 06hs00, chegamos à cidade em Piaçabuçu (ponto de apoio), por volta de três horas e meio depois. Assim que cheguei contratei o serviço de barco.

Durante o trajeto de barco, é possível observar ilhas, coqueirais e mangues, compondo o mais belo trecho do Velho Chico, o guia local contou as histórias da região e do rio, musica ao fundo com a oração de São Francisco (Experiência incrível). A paisagem ao longo do rio é belíssima. Desembarcamos próximo ao encontro das águas que não é tão aparente, pois o rio e o mar já não têm cores tão distintos, mas o lugar tem uma beleza impar. Se puder recomendo uma parada para mergulho no rio (revigora) e outra nas belas dunas.

Coqueirais

Dunas

Sétimo dia: Roteiro– Bate e volta- Maceió/ Porto de Galinha – PE

Contratei o passeio pelo uma agencia local, o ônibus veio me apanhar por volta  de 05h:00 com  duração  de 4 horas aproximadamente.

Porto de Galinha além de possuir inúmeras belezas naturais, também possui um astral incrível!.Saímos de Maceió e seguimos pela rodovia AL-101 toda vida (Rota Ecológica). É uma vila de pescadores que cresceu bastante e tornou-se famosa por seu artesanato local, sua piscina natural, seus passeios de jangada e buggy pelas praias inclusive de Muro Alto. Foi um passeio compensador apesar de ser um Bate e volta. Percorri de uma ponta a outra até  Muro Alto..(Valeu!)  Já deixou saudades!!

 

Oitavo dia: Acordei cedo, tomei o meu café da manhã bem reforçado e voltei a dormir novamente. O passeio em Porto de Galinha foi Show, porem, cansativo, mas valeu muito o Bate e Volta. Quando acordei , resolvi  aproveitar a piscina do hotel, relaxar e dar tchau a Maceió.

Enfim, Maceió é Maravilhosa!!! Vale à pena ir conferir, superou todas as minhas expectativas.

Espero que tenham gostado desse post, com dicas de roteiro, passeios e atrações imperdíveis para quem deseja viajar para Maceió. Aguardem o próximo destino!

Comentários

Comentários

Mulheres tão particulares, com um único objetivo em comum, viver as melhores (e maiores) aventuras já vistas. Juntas ou sozinhas, nós queremos é viver! E compartilhar nossas experiências para que possamos inspirar cada vez mais, outras mulheres.



2 thoughts on “Maceió – Porto de Galinha: Roteiro de Viagem de 8 dias – por Jandira Maciel”

  • Meu sonho conhecer esses lados! Eu sonho em ir pra Maragogi, acho linda as fotos! Também adorei as outras praias que você mostrou e gostei das dicas! Antes de tudo só acho que preciso aprender a nadar rs

    • Não precisa saber nadar…Eu não sei e fui..O lugar é realmente maravilhoso!Especial se vc quer saber..Essa foi uma das melhores viagens q fiz e foram muitas tá…Realize esse sonho…Vale a pena!

O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: