Museu do Amanhã – pensando o futuro

Museu do Amanhã – pensando o futuro

Olá, pessoal! No post de hoje vamos contar como foi a nossa visita ao Museu do Amanhã, que fica na Praça Mauá. A área, revitalizada recentemente, abriga também o Museu do Mar – falamos sobre ele nesse post aqui.

O Museu é um um dos ícones arquitetônicos do Porto Maravilha. O projeto é do arquiteto espanhol Santiago Calatrava e o paisagismo, do escritório do Burle Marx. Fica à beira da baia de Guanabara e rende muitas fotos bonitas!

Mas vamos falar do lado de dentro! Segundo a definição do próprio site…

“O Museu do Amanhã é um museu de ciências diferente. O Museu do Amanhã oferece uma narrativa sobre como poderemos viver e moldar os próximos 50 anos. Uma jornada rumo a futuros possíveis, a partir de grandes perguntas que a Humanidade sempre se fez.”

Para estimular essa discussão e buscar responder a essas perguntas, o Museu tem uma exposição fixa, que conta a história do mundo em 5 partes: Cosmos (De onde viemos?), Terra (Quem somos?), Antropoceno (Onde estamos?), Amanhã (Para onde vamos?) e Nós (Como queremos ir?).

O início da exposição, o Cosmos, é uma experiência com animação em 360 graus, dentro de uma cúpula. Lá você vê a origem do universo e da vida. Dura oito minutinhos e é super legal. Sempre tem fila, mas não desanime: as experiências iniciam a cada doze minutos.

Ao sair do Cosmos, você pode visitar livremente as outras áreas da exposição. A primeira que você verá é a Terra, dividida em 3 cubos. O primeiro é o cubo da Matéria. Por fora, você pode ver imagens da Terra vista do espaço. Dentro, há um tecido flutuante representando os quatro elementos que movem o planeta: luz, ar, terra e mar.

O cubo seguinte é o cubo da Vida. Do lado de fora, você vê as letrinhas que compõem o DNA, o código genético presente em todas as espécies vivas. Do lado de dentro, você vê fotos do ecossistema da Baía de Guanabara e seus arredores.

O terceiro cubo é o do Pensamento. Do lado de fora, o nosso sistema nervoso sinalizado por luzes. Do lado de dentro, as mais diversas culturas do mundo inteiro, representadas em um labirinto de fotografias.

A área seguinte, Antropoceno, é bastante perturbadora, pois mostra os impactos causados pelo ser humano na Terra. Grandes pilares iluminados mostram vídeos da interferência da humanidade no planeta em forma de explosões, engarrafamentos e desastres naturais. A ideia é estimular o visitante a pensar – e repensar – o seu comportamento e se perguntar o que estamos fazendo e o que podemos fazer para mudar isso.

A próxima área é o Amanhã. Através de painéis de fotos e jogos interativos, somos estimulados a pensar em nossos hábitos pessoais e em como podemos buscar soluções para um amanhã melhor.

A quinta e última área é a Oca. Ela é uma grande estrutura de madeira com luzes que acompanham o movimento dos visitantes. Dentro dela, você pode ver a Churinga, que é um objeto de conhecimento feito por tribos aborígenes e foi trazido de Paris . É o único objeto ‘museológico’ de fato em exposição no museu!

Além dessa exposição fixa, você também poderá encontrar outras exposições temporárias. Quando estivemos lá, vimos a exposição Milênios Cósmicos e o Rolé pelo Rio Hackeado. Se informe no site do Museu do Amanhã para saber o que estará acontecendo durante a sua visita.

O Museu do Amanhã abre de terça a domingo, de 10h a 18h. A entrada pode ser comprada lá mesmo ou antecipadamente, pelo site. A inteira custa R$ 20, e a meia custa R$ 10. Você também pode fazer um combo e visitar o Museu do Amanhã e o Museu do Mar no mesmo dia: o ingresso duplo custa R$ 32 inteira e R$ 16 meia. Agora, se a grana está curta mesmo, não tem desculpa: às terças feiras a entrada é gratuita para todo mundo!

E aí, você já foi visitar o Museu do Amanhã? Ficou curioso para conhecer? Conte para a gente nos comentários!

Comentários

Comentários

Mulheres tão particulares, com um único objetivo em comum, viver as melhores (e maiores) aventuras já vistas. Juntas ou sozinhas, nós queremos é viver! E compartilhar nossas experiências para que possamos inspirar cada vez mais, outras mulheres.



3 thoughts on “Museu do Amanhã – pensando o futuro”

O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: