Hostel Contêiner – uma cidade cenográfica a 160 km do Rio de Janeiro

Hostel Contêiner – uma cidade cenográfica a 160 km do Rio de Janeiro

Desde pequena sou apaixonada pela Região dos Lagos do Rio de Janeiro e acredito que tenha muito a ver com memórias afetivas, lembrar de pessoas e momentos bons tornam cada retorno muito melhor. Provavelmente todo carioca que passou a infância inteira atravessando a ponte em inúmeros Carnavais tem o mesmo sentimento que o meu. A verdade é que cada vez que eu descubro um lugar novo na região eu acabo ficando ainda mais apaixonada e a vontade de largar tudo e ficar por lá só aumenta. Eu queria desacelerar um pouco, viver com mais qualidade, me sentir mais segura e, com certeza, eu adoraria ter um bronzeado daqueles o ano todo, por isso toda vez que vou a região dos lagos eu não quero sair de lá, mas como a vida não é feita de sonhos eu me recomponho e volto pra casa com a esperança de que muito em breve estarei mais uma vez conhecendo algum lugar incrível ou fazendo algo inesperadamente fantástico. E dessa vez não podia ser diferente.

Eu já tinha ouvido falar muito bem sobre o Hostel Contêiner em Cabo Frio, mas como vocês sabem eu só tive a oportunidade de conhecer de fato o hostel recentemente. Cabo Frio apesar de ser do ladinho do Rio de Janeiro ainda é um grande mistério para mim. Não sei se devido ao fato de Búzios ser meu grande amor e Arraial do Cabo estar sempre em evidência, acabei descobrindo tarde as maravilhas de Cabo Frio.

SOBRE O HOSTEL

Imaginem a seguinte situação:

“Você, um grande empreendedor de sucesso no ramo imobiliário começa a perceber que a quantidade de materiais desperdiçados em uma demolição é assustadoramente alta, combinado a isso você percebe também que esse material possui muita qualidade, apesar de ser descartado sem considerar a possibilidade de reutilizá-lo. Isso começa a te incomodar de uma forma que você começa a acreditar que precisa fazer algo a respeito. E foi assim que começou a história do Hostel Contêiner, um hostel preocupado com a sustentabilidade desde a sua criação.”

Essa foi a brilhante ideia de Roberto Saci, empreendedor no ramo imobiliário que inconformado com a quantidade de materiais desperdiçados nas demolições decidiu dar um novo começo para aquilo que poderia ser um desperdício total.

INFRAESTRUTURA

Com estrutura formada por 35 contêineres marítimos e capacidade para 140 pessoas, o hostel possui quartos privativos e coletivos e uma área comum muito confortável para que todos possam socializar – com mesa de sinuca, mesas, sofás, wifi e onde é servido o café da manhã. Além da cozinha e da área da piscina – onde foi utilizada uma caçamba de entulho restaurada e reaproveitada – eles possuem ainda uma área dedicada as crianças com brinquedos feitos com madeira reutilizada.

O hostel é o maior projeto do mundo feito com estrutura de contêineres e é voltado – tanto estrutura, quanto atendimento – para reduzir o impacto ambiental. Eles fazem um belo trabalho de conscientização dos hóspedes com adesivos e comunicação para terem um consumo mais consciente.

QUARTOS

Desde quando conheci a proposta de um quarto de hostel em formato de Conteiner eu fiquei muito curiosa em saber como seria a experiência de dormir em um lugar como esse. Tive contato com essa “ideia” aqui no Rio, mas de forma muito distante, ainda não tinha vivido de fato essa experiência. Agora que se a possibilidade de um quarto já me deixava muito animada, imagina um lugar gigante todo formado por contêineres? Era muito excitante!

Quando entramos no hostel eu lembro de ficar encantada, pois parecia que eu estava entrando em uma cidade cenográfica, nada lá parecia real, mas era! Isso que é mais surpreendente! Além de toda a ideologia que é fantástica, ver de fato o trabalho que eles fazem foi magnífico. A verdade é que eu tinha uma visão muito distorcida do que era dormir em um “contêiner”, achava que seria uma experiência calorenta e agonizante, mas foi exatamente o contrário.

Todos os quartos do hostel possuem ar-condicionado, que é “ativado” com a chave no interruptor, o que é fantástico pois evita o desperdício de luz quando o hóspede não está no quarto.

Eles possuem Quartos Privativos: Duplos / Triplo / Quádruplo – com capacidade para até 04 pessoas, 14 m², camas de solteiro ou casal, ar-condicionado, banheiro, toalhas, roupa de cama e algumas unidades possuem varanda.

E possuem também os Quartos Compartilhados – que acomodam de 06 a 08 pessoas em beliches, 14 m² ou 28 m². Disponibilizam também armários para a guarda dos pertences – leve cadeado! – ar-condicionado, roupas de cama e banheiro. Crianças menores de 12 anos não podem se hospedar nos quartos compartilhados.

SUSTENTABILIDADE

“Reduzir / Reciclar / Reutilizar”

Este lema está presente da concepção a construção do hostel, vamos conferir o que tornou o desenvolvimento desse empreendimento tão surpreendente?

Desenvolvimento e Construção

  • Contêineres – os contêineres marítimos têm vida útil longa (em média 92 anos), mas só podem trabalhar no mar por 08 anos. Sua estrutura forte é projetada para suportar as intempéries e grandes cargas.

  • Isolamento térmico – para tornar habitável, o contêiner precisa receber um tratamento térmico e acústico. Após pesquisas e testes junto eles começaram a utilizar uma tinta especial que possui em sua composição microesferas de vidro e faz com que a temperatura interna abaixe até 25%. Gerando economia de energia no controle de temperatura, de materiais e horas de trabalho.

  • Fossa das bananeiras – eles utilizam um sistema ecológico de fossa que utiliza pneus e bananeiras. Um resumo rápido diria que é um sistema que transforma resíduos em nutrientes para o solo. Estão localizadas nos fundos do hostel.

  • Reciclagem das águas e aquecimento solar – Toda a água da chuva e águas cinzas, são tratadas e reutilizadas. Eles possuem 04 estações de tratamento para cada “nível” da água. E utilizam também de aquecedores solares para esquentar as águas dos chuveiros.

Incrível não é? Com tanta coisa boa acontecendo naquele lugar, dificilmente você vai querer sair de lá, ou provavelmente sairá já com vontade de voltar!

LOCALIZAÇÃO

Localizado na Av. dos Espadartes, 400 no bairro Ogiva, o hostel está em uma localização privilegiada, a poucos metros do Parque Estadual da Costa do Sol e da Área de Proteção Ambiental do Pau-Brasil. Além de estar muito próximo das Praias do Peró e das Conchas e da Ilha do Japonês

Curtiram a proposta do Hostel Contêiner? Que tal fazer uma visita e repensar seu estilo de viagem e acrescentar a pauta SUSTENTABILIDADE à mesa?

Comentários

Comentários

Mulheres tão particulares, com um único objetivo em comum, viver as melhores (e maiores) aventuras já vistas. Juntas ou sozinhas, nós queremos é viver! E compartilhar nossas experiências para que possamos inspirar cada vez mais, outras mulheres.



O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: