Guarda do Embaú – Santa Catarina

Guarda do Embaú – Santa Catarina

O litoral catarinense reserva algumas surpresas incríveis para aqueles que buscam por um lugar simples para relaxar. E a Guarda do Embaú, certamente, é uma destas surpresas. A vila, pertencente ao município de Palhoça, está coladinha com Florianópolis e é uma excelente opção para quem quer curtir boas praias, mas por um custo menor que a capital.

Estive por lá durante o Carnaval e fiquei simplesmente apaixonada pelo lugar. A vila é bem pequena, muito charmosa e aconchegante. É possível fazer tudo a pé no centrinho, com várias opções de restaurantes e lojinhas de artesanato bem legais. Não tem como não se encantar pela vibe hippie e sossegada de lá. E pra quem curte um surf, é destino obrigatório!

Como chegar

A partir de Florianópolis, são aproximadamente 50 km até o centrinho:

De carro – Seguir pela BR-101. Deve-se pegar a saída para a Estrada da Pinheira, então, haverá indicação de placa para o acesso à Guarda do Embaú.

De ônibus – Na rodoviária de Floripa é possível comprar passagem para Palhoça pela empresa Paulotur e, a partir daí, é só descer no ponto localizado no trevo da Guarda. A viagem tem a duração de aproximadamente 1h20.

O que fazer

A praia da Guarda do Embaú, certamente, é a primeira dica do roteiro. O acesso à praia só é possível cruzando o Rio da Madre, que a separa do centrinho. A travessia pelo rio pode ser feita tanto a nado, pois não é muito longa, quanto pelos barquinhos guiados pela população local. Os barquinhos custam um valor de mais ou menos R$ 3,00 (três reais) por pessoa. Vale a pena cruzar de barco para quem leva muita “tralha”, como barracas, cadeiras, comida, papagaio etc.

Barcos cruzando o Rio da Madre

A praia é super extensa e sim, as águas são beeem geladas, como todo litoral do Sul, o que é um ponto negativo para algumas pessoas. De qualquer forma, vale dar um tchibum para conferir, é uma delícia! Ainda é possível mergulhar no lado do Rio da Madre para quem preferir águas mais calmas, pois a praia é famosa pelas ondas. Aliás, o encontro do Rio da Madre com o mar é um espetáculo à parte, e faz com que a praia da Guarda seja considerada uma das mais bonitas e diferentes do Brasil.

Praia da Guarda
Praia da Guarda

Outra opção de passeio é fazer a trilha da Pedra do Urubu, que tem acesso no próprio centrinho. A trilha é muito fácil de fazer, e ao final dela tem-se uma vista ampla de toda a praia da Guarda a partir de um penhasco. É sensacional!

Para quem vai passar mais alguns dias na Guarda, vale pegar um ônibus para visitar as demais praias de Palhoça, como a Praia da Ponta do Papagaio e a Praia do Sonho. São praias tão incríveis quanto!

Praia da Ponta do Papagaio

Outra dica preciosa para quem vai à Guarda e está com tempo sobrando é fazer a trilha para o Vale da Utopia. O lugar tem toda uma vibe mística e é conhecido pela presença de uma pequena comunidade hippie. O acesso a uma das trilhas para o vale se dá pela Praia de Cima/Pinheira, localizada no centro de Palhoça.




Se ainda tiver tempo, recomenda-se um passeio que fica próximo à Palhoça, no município de Paulo Lopes: a Cascata Encantada. Trata-se de uma pequena cascata localizada dentro de uma propriedade privada, na qual é possível ainda se hospedar. Há áreas de camping e casas para alugar no local, além de restaurante, banheiros e churrasqueira, quadra de esportes etc.

Cascata Encantada

Se o objetivo for somente passar o dia, é possível pagar um valor de aproximadamente vinte reais (20), e você terá acesso aos principais atrativos, como trilhas, piscinas naturais, e a própria Cascata que dá nome ao local. O lugar é incrível, vale muito a pena tirar um dia para conhecer. O acesso à propriedade se dá no km 264 da BR-101. A partir dali haverá uma estrada de chão e são cerca de 4 km até a entrada do local.

Piscina natural

Dica de hospedagem

Quando estive na Guarda, optei por ficar na pousada e camping Pedra do Urubu. Tive uma experiência ótima acampando por seis dias, portanto, super recomendo a estadia no local.

Os donos são mega atenciosos e delimitam bem a quantidade de barracas, inclusive durante os feriados (eu fui era Carnaval, imagina o movimento), o que é uma ótima vantagem, pois não fica aquela confusão generalizada. Os banheiros compartilhados são limpíssimos, há tomadas diversas espalhadas pelo local, e o camping ainda possui cozinha equipada e uma salinha e lanchonete para interagir com os demais hóspedes. Clima muito muito bom por lá! Vi tanto galera mais jovem quanto pessoas mais velhas acampando, inclusive famílias inteiras.

Para quem não curte muito acampar, o local ainda possui quartos compartilhados, tipo hostel, e quartos privativos, estilo pousada. Então tem opções para todos os gostos.

Contato: www.pousadapedradourubu.com.br

Comentários

Comentários

Advogada, apaixonada por viagens, praias, trilhas e fotografia. Sempre em busca de um novo destino, de mochila nas costas e vontade de ganhar o mundo!



O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: