Fim da franquia de bagagem – e dicas para sua mala sobreviver às novas regras

Fim da franquia de bagagem – e dicas para sua mala sobreviver às novas regras

Esse ano, a notícia de que as companhias aéreas iriam acabar com a franquia de bagagem gratuita abalou o coração dos viajantes, não é mesmo? Para quem ainda não sabe, agora cada empresa pode aplicar suas próprias regras com relação à bagagem: podem cobrar ou não por mala despachada e também podem definir o valor a ser cobrado por cada volume, de acordo com o peso e o tamanho. A notícia boa é que a bagagem de mão permitida sem custo aumenta de 5kg para 10kg, ou seja: se você souber viajar mais leve, não vai precisar despachar e nem vai se preocupar com isso!

VEJA TAMBÉM: MALA OU MOCHILA: QUAL A MELHOR OPÇÃO?

Mas qual é o segredo para viajar leve? Eu posso dizer que já passei por todas as experiências: malas tão pesadas que eu não conseguia carregar sozinha, levar muita coisa e não chegar a usar nem metade, peças sem pé nem cabeça que não combinavam com nada, levar pouca coisa e passar frio, aparecer em todas as fotos com os mesmos looks… Eu ainda cometo erros, mas de modo geral, já aprendi o que é essencial na minha bagagem e quase nunca preciso despachá-la. Não acho que existe uma fórmula mágica e sim que cada um deve aprender com as próprias experiências o que é prioridade na sua mala, mas é claro que existem alguns truques para facilitar essa descoberta.

Para fazer esse post, eu conversei com a Fernanda Loroza, uma mina incrível que é formada há 7 anos em Design de Moda e hoje trabalha como estilista, consultora e personal stylist, e nos deu altas dicas de como turbinar os looks com poucos itens.

“A maioria das pessoas acredita que para montar muitos looks é necessário ter uma grande quantidade de peças ou ter tudo o que ‘tá na modinha’. O segredo é saber elencar as peças e os acessórios certos para arrasar no resultado. Em uma mala de viagem, por exemplo, as peças em tons mais escuros e neutras são mais fáceis de se combinar. Em relação aos acessórios, invista nas cores e nos modelos mais variados e que combinem com o seu estilo.”

Pedi para a Fernanda listar 5 peças / acessórios que são coringas para transformar seus looks. Algumas dessas dicas eu já aderi sem nem perceber e outras eu vou adotar nas minhas próximas viagens! Vamos conferir esse Top Five juntas?

1) Pashmina / Echarpe / Cachecol
Fernanda Loroza: “Independente do clima, é possível mudar o visual do look com esse acessório. Dependendo da cor e da maneira que forem utilizados é possível garantir produções que vão das elegantes até as modernas. Use sua criatividade! Utilize-os jogados nos ombros, em volta do pescoço ou até mesmo como cinto. Com esses itens, existem infinitas possibilidades.”

Mesma Itália, mesma roupa, cachecóis diferentes

2) Óculos de sol
Fernanda Loroza: “Os óculos de sol são acessórios bem democráticos e que se adequam a praticamente qualquer look! Item INDISPENSÁVEL para qualquer mala de viagem. Na dúvida de qual modelo usar? Leve o modelo da tradicional armação e lente preta que poderá utilizar com todos os looks sem medo de errar.”

Fernanda arrasando com os mesmos óculos de sol em dois looks bem diferentes

3) Acessórios de cabeça (chapéu / boné / bandana / gorro)
Fernanda Loroza: “Acessórios de cabeça também são itens indispensáveis em uma mala, independente da estação! A bandana você pode utilizar amarradinha no pescoço, na cabeça como uma faixa ou até mesmo na alça da bolsa pra dar um UP! O chapéu também tem esse poder: dependendo do modelo, pode deixar o look mais sofisticado ou moderninho. O modelo Panamá, por exemplo, deixa os looks mais casuais e leves, já o chapéu floppy, queridinho das fashionistas, mais utilizado no inverno, ajuda a construir um visual hippie-chic. O boné vai e vem, mas também é um excelente aliado para deixar o look com uma pegada mais cool.”

Boné, panamá, gorro, touca pra manter o cocoruto fashion

4) Bijoux
Fernanda Loroza: “Ousadas ou discretas, as bijoux são itens vitais para levar em uma viagem. O importante na hora de usar é saber equilibrar esses acessórios com a produção. Colares, brincos e pulseiras podem dar um UP especial nas peças básicas da sua mala. Uma dica é fazer com que as cores da roupa e do acessório “conversem entre si”, tanto em um jogo de contrastes como também em cores semelhantes.”




5) Terceira peça
Fernanda Loroza: “Truque CLÁSSICO de styling é levar uma terceira peça! Ela pode tanto deixar o look mais interessante como também equilibrar a sua silhueta e te deixar pronta para qualquer ocasião. Vale levar: jaqueta oversized (apesar de grande, é um super coringa), cardigan, coletes ou até mesmo um blazer. Claro que tudo vai depender do lugar e do estilo que você pretende produzir com suas peças, mas vale a pena garantir uma dessas peças na sua mala!”

Minha parka verde véia de guerra como terceira peça, esquentando meus looks em SP

Essas são as cinco peças que a gente acha que podem valorizar sua mala, ocupando pouco espaço. Mas como a Fernanda disse, tudo depende muito do seu estilo e do tipo de viagem que você vai fazer, então o legal é que você descubra quais são as peças indispensáveis para você!

Se você quiser mais dicas de moda – pra viagem e pra vida! – fica de olho no Instagram da Fernanda: @fernandaloroza. E se você ainda não segue a gente, corre lá: @naestradacomasminas

Ah, e não esquece de contar pra gente aqui nos comentários os seus truques na hora de fazer a mala!

Comentários

Comentários

34 anos de estrada, adora se perder por aí, mesmo com um mapa debaixo do nariz. Vegetariana, pesquisadora e eterna curiosa do mundo.



O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: