Desculpa o transtorno, mas sua mala foi violada

Desculpa o transtorno, mas sua mala foi violada

Já imaginou você se programar durante meses para fazer a viagem dos seus sonhos. Juntar dinheiro, comprar as passagens com antecedência e fazer reserva no melhor lugar do mundo, além de seguir a risca uma rigorosa lista de itens que você não pode esquecer, para no grande momento do desembarque você ficar arrasado por que sua mala foi extraviada? Não né, ninguém pensa ou se planeja para uma situação dessas, porém imprevistos acontessem e é muito importante que estejamos preparados para enfrentar qualquer tipo de situação quando começamos a planejar nossa grande viagem.

Ter a mala extraviada é  um grande transtorno, de diversas formas. O tempo que você perde tentando recuperar suas preciosidades geralmente é  bastante estressante, sem contar a preocupação de seus pertences serem violados.

E não adianta, por mais que seja aterrorizante pensar nisso, precisamos manter a calma nessas horas ~ ou pelo menos tentar… A nossa colaboradora Amanda Monteiro passou por esse transtorno e veja como ela resolveu essa situação:

Primeiro, tentei não ficar nervosa! Depois, fui direto ao balcão da minha companhia aérea (Air France) que fica ali mesmo na área das esteiras da bagagem. Expliquei em inglês para a moça que a minha mala não estava na esteira e entreguei o papelzinho de bagagem, daí ela consultou e viu que minha mala estava em Paris (ó que chique! rs), mas que eles iriam entregar na minha hospedagem no dia seguinte bem cedinho! Então preenchi uns formulários lá dizendo onde eu estava hospedada, depois recebi um kit emergência (com miniaturas de escova de dente, pasta, sabonete, etc. e também uma camiseta branca, já que eu só tava com a roupa do corpo rs). E no dia seguinte as 06h da manhã, a bagagem já estava intacta e lacradinha do mesmo jeito que eu embarquei, na portaria do meu hostel 🙂

– Amanda Monteiro

No caso da nossa colaboradora,  tivemos um final feliz – ainda bem – mas e se tivesse sido diferente?  E se ela tivesse perdido seus itens pessoais?

A responsabilidade pela bagagem é da companhia aérea e o consumidor tem direito à reparação de danos morais e patrimoniais caso sua bagagem seja violada. Caso o dano seja detectado em casa, o ideal é que se  registre o furto na Delegacia de Polícia mais próxima, relacionando no Boletim de Ocorrência os itens furtados e seus respectivos valores, por isso é importante que você  tente guardar o máximo de notas fiscais possíveis,  dos itens levados na viagem. Caso o dano seja perceptível, bem como, lacre rompido, cadeado cortado e etc, recomenda-se que se tire uma foto da mala violada, apontando o dano.

img-20161111-wa0003

E por falar em lacre, vocês  já conhecem a Sealbag? A Sealbag traz para o consumidor, um novo conceito de segurança de bagagens, uma forma rápida e prática de proteger sua mala durante a viagem e saber se ela foi aberta por terceiros. A Sealbag é um Novo Lacre de segurança, patenteado para ser usado em bagagens e produzido sob rígidas normas ISO de qualidade.

O objetivo do lacre, é evidenciar a violação da bagagem, fato difícil de ser notado em bagagens que utilizam apenas cadeados. Sealbag é um produto de segurança inviolável (não pode ser aberto e fechado), por isso é  descartável e de uso único. Cada peça  tem uma numeração exclusiva, gravada à laser, que não se repete o que garante que o lacre não seja substituído por outro idêntico.

img-20161111-wa0004

O lacre é um dispositivo de verificação e se houver avarias/danos ou a bagagem chegar sem o lacre, é sinal de que houve a intenção de abertura da bagagem por terceiros. Esta sinalização é importante para que o passageiro possa conferir sua bagagem ainda na área de desembarque e para que caso seja necessário, abra uma reclamação formalizada junto a cia aérea contratada.

Para abrir uma reclamação formalizada nas principais cias aéreas e brasileiras e internacionais, sobre furtos de itens da bagagem, esse fato deve ser reconhecido ainda na área de desembarque. A Sealbag também inibe a abertura da bagagem pelo método conhecido como “cesárea“, que abre o zíper de uma mochila com cadeado com uma caneta esferográfica.

OBS: É de suma importância que você tire uma foto do lacre na mala/mochila para quando você receber sua bagagem novamente, possa conferir através da numereção. E para comprovar que sua bagagem estava lacrada, caso ocorra alguma violação.

img-20161111-wa0005

Esse novo lacre é demais né? Eu, Camila, confesso que fiquei encantada com essa maravilha em forma de lacre. E a nossa colaboradora Amanda,  que sempre usa Sealbag em suas viagens recomenda o uso do lacre.

Você também pode viajar com muito mais segurança… Quer ganhar uma maravilha dessas? O Na Estrada com as Minas em parceria com a Sealbag vai presentear duas mochileiras com essa maravilha de lacre. E para ganhar é muito fácil, basta comentar nesse post com um email válido se você já passou um perrengue desses e o que você acha/achou dos lacres da Sealbag e pronto, você já está participando!

O resultado do sorteio sairá no dia 18 de novembro, às  20h em nossa página do Facebook. Não deixem de nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de todas as novidades.

Espero que tenham gostado e boa sorte!

O  ganhador será avisado por email e terá até 2 dias para responder com seu endereço para fazermos o envio. Caso não responda nosso email, será escolhido por sorteio novamente outra pessoa que já havia participado do mesmo.

Atenção, sorteio finalizado!

Ganhadores: Clerio Lopes Jr e Annaís Berlim

Ficou interessado nos lacres da Sealbag e quer comprar? Ou quer conhecer outros lacres da empresa? Confira aqui as redes sociais deles:

Site –> www.sealbag.com.br

Facebook –> www.facebook.com/sealbag

Instagram –> www.instagram.com/sealbag/

Email –> contato@sealbag.com.br

Comentários

Comentários

Mulheres tão particulares, com um único objetivo em comum, viver as melhores (e maiores) aventuras já vistas. Juntas ou sozinhas, nós queremos é viver! E compartilhar nossas experiências para que possamos inspirar cada vez mais, outras mulheres.



7 thoughts on “Desculpa o transtorno, mas sua mala foi violada”

O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: