Brasileiros precisarão de autorização para entrar na Europa a partir de 2021

Brasileiros precisarão de autorização para entrar na Europa a partir de 2021

Na última quinta-feira (5), o Parlamento Europeu aprovou um novo sistema de autorização para turistas de países que não precisavam de visto para entrar na Europa, entre eles o Brasil. E essa mova regulamentação será exigida a partir de 2021. O sistema, chamado Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (ETIAS, na sigla original em inglês), chegou causando polêmica e alvoroço em todo o mundo.

Para quem planeja viajar para a Europa nos próximos anos, já pode incluir a autorização no checklist de viagem. Antes, os estrangeiros de países que faziam parte do tratado de Schengen, incluindo turistas brasileiros não precisavam solicitar antecipadamente o visto, já que diferentemente dos Estados Unidos, ele era concedido no momento do desembarque. Com essa autorização quase que imediata – se a pessoa cumprisse todos os pré-requisitos – os turistas podiam circular livremente por toda a Europa entre os países que fazem parte desse tratado, durante 90 dias – caso ultrapasse esse período o viajante pode ser deportado e não poderá voltar à União Europeia pelo período de 01 ano.

Antes de viajar a partir de 2021, os turistas terão de preencher um formulário eletrônico com dados pessoais, informações do documento de viagem e país que entrará. A autorização será válida por três anos e custará 7 euros (cerca de R$ 30 reais), a não ser para viajantes menores de 18 anos ou maiores de 70 anos, que a autorização passa a ser gratuita. No entanto, a decisão final para entrar na União Europeia continua sendo da segurança da fronteira de cada país.

O objetivo dessa nova autorização é controlar de forma mais rígida a entrada e saída de estrangeiros para assim identificar com maior facilidade cidadãos que apresentam riscos de “migração irregular ou de segurança”. Com esse sistema automatizado, inspirado no ESTA – em vigor nos Estados Unidos, a União Europeia pretende proteger de forma mais incisiva, suas fronteiras para identificarem potencias riscos.

O sistema promete também processar as informações e fazer um cruzamento de dados inteligente para que a aprovação seja quase instantânea, mas caso haja alguma divergência ou o sistema entenda que há alguma informação relevante para o risco de segurança o pedido será processado manualmente. O solicitante deverá receber uma resposta em até 4 semanas. As recusas deverão ser justificadas e o solicitante terá direito a recorrer da decisão.

Documentos necessários para entrar na Europa

Passaporte atualizado – com validade de no mínimo 3 meses, visto para Europa e os países que fazem parte do tratado de Schengen exigem que o turista entre no país portando um plano de seguro viagem. O seguro viagem te garante um suporte em caso de acidentes e doenças. E a passagem de retorno.

Além desses documentos você precisa portar um comprovante de hospedagem ou uma carta convite, além de ter que comprovar a capacidade financeira de se manter no país dentro do período solicitado.

Quer comprar seu SEGURO VIAGEM com 5% de desconto? Use o nosso cupom e COMPRE AGORA o seu seguro e faça uma viagem tranquila:

 

Fontes:

G1

Euro Dicas

Comentários

Comentários

Mulheres tão particulares, com um único objetivo em comum, viver as melhores (e maiores) aventuras já vistas. Juntas ou sozinhas, nós queremos é viver! E compartilhar nossas experiências para que possamos inspirar cada vez mais, outras mulheres.



O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: