7 Dicas Para Economizar (tempo, dinheiro, paciência…) no Rio de Janeiro!

7 Dicas Para Economizar (tempo, dinheiro, paciência…) no Rio de Janeiro!

Em tempos de crise (econômica e politica), economizar é palavra em voga no vocabulário brasileiro. Acaba que muitas vezes todo esse cenário acaba desanimando de fazermos aquela tão esperada e sonhada viagem. Mas não se desesperem minas (e “minos” que nos acompanham), a gente se juntou aqui e reuniu algumas dicas para vocês curtirem o melhor da Cidade Maravilhosa com economia (de tempo, dinheiro, paciência). As dicas são para o Rio, mais muitas delas servem também para outras viagens que vocês façam.

  • Planejamento: Acho que essa é uma dica fundamental e que ajuda a economizar tudo mesmo, dinheiro, saúde, paciência, tempo…. Obviamente, qualquer planejamento tem que ter espaço para flexibilidade, afinal imprevistos acontecem (imagina, tu planejas ir à praia um determinado dia e acorda chovendo?). Então, ter em mente que eventualmente alguma coisa vai fugir do previsto e ter um plano B, ajuda a não se sentir frustrado e a ter boas recordações.

  • Compre antecipadamente ingressos: Muitas atrações requerem a compra de ingressos (como o bondinho do pão de açúcar, o bondinho do Corcovado e AquaRio). Antes de visitar qualquer lugar no seu roteiro, entre no site e verifique se é necessária a compra de ingressos e se os mesmo estão disponíveis para venda online. Isso evitará que você perca tempo em filas, tanto para comprar quanto para acessar. No caso do bondinho do Corcovado (Cristo Redentor), por exemplo, os bilhetes são vendidos com hora marcada. Caso você deixe para comprar na hora, além da fila para comprar, terá que esperar o horário do seu bilhete (acredite em mim, já fiquei duas horas esperando meu trem para subir).
  • Compre o cartão RioCard: Muito prático, esse cartão recarregável custa 3 reais, que lhe são devolvidos quando você devolve, e possibilita o pagamento de passagens de trem, ônibus, metro, VLT (Veículo Leve sobre Trilhos, uns trenzinhos urbanos que cruzam o centro do Rio) e BRT (Bus Rapid Transit, um sistema de corredores exclusivos de ônibus). Além de facilitar na hora de pagar a passagem (quem não sente aquele ódio no coração quando a pessoa da frente para na roleta do ônibus e começa a contar as moedas para pagar a passagem, parando a fila?), com o cartão é possível pegar dois ônibus municipais diferentes pagando apenas uma passagem num período de 2h, além de usar as tarifas de integração do Metro Rio. O cartão pode ser recarregado via internet, mediante a um cadastro no site, nas estações do VLT e BRT, além de diversos pontos pela cidade, como na central do Brasil. Só uma dica, ao final de sua viagem é possível devolver o cartão num ônibus para pagar a passagem (valerá 3 reais, o restante do valor deve ser fornecido em dinheiro) ou numa das bilheterias do BRT, porém qualquer resíduo que tenha sobrado de dinheiro no cartão não é devolvido. Eu, como boa mão de vaca que sou, aconselho que você cheque quanto ainda tem no cartão e recarregue somente o valor faltante para mais uma passagem, zerando o saldo antes de devolver e resgatar os 3 reais investidos. Mais informações a respeito dos cartões e postos de venda e recarga podem ser obtidos no site da Riocard.
  • Use Metro, Trem, BRT e VLT: O transito no Rio é bastante caótico e se deslocar na cidade pode ser um drama. Nós ainda temos uma malha bastante deficiente de transporte público, o que pode dificultar um pouco para que não esteja habituado a circular pela cidade. Porém, existem algumas opções que facilitam a vida. Antes de sair, verifique sempre se há próximo ao seu destino e do seu local de partida alguma estação de metrô, ou mesmo VLT e BRT, já que esses serviços não estão sujeitos a imprevistos do transito, possibilitando assim um melhor planejamento do tempo de trajeto e um trajeto mais rápido, muitas vezes mais rápido até que se deslocar de carro, além de ser mais econômico. Para auxiliar nessa busca, é possível utilizar aplicativos de mobilidade urbana (como o Moovit, já falamos dele aqui), além do próprio site desses serviços (no site da Supervia é possível planejar uma viagem de trem e no do Metro Rio acessar mapas, além de baixar o aplicativo).

.

  • Use app de taxi e carona paga: Taxi no Rio não é barato, o transito é ruim e, infelizmente, muitos motoristas ainda enrolam quando percebem que a pessoa não conhece o caminho. Para fugir desses imprevistos, a melhor opção e usar dos serviços de carona paga ou aplicativos de taxi. Sempre é possível conseguir descontos e promoções usando essas plataformas, além de poder contar com um suporte caso tenha algum imprevisto.
  • Pesquisar melhores dias e horários e fugir de programas clichês: Obviamente todo mundo que vem ao Rio quer ir ao Cristo Redentor e no Pão de Açúcar. Mas talvez se surpreendam ao chegar e descobrir quanto se paga para acessar essas atrações. Não vou enganar vocês, somos uma das cidades mais caras do Brasil, então turistar aqui requer um esforço pra quem não quer ou não tem um mega orçamento. Mas não se desesperem, com disposição e pesquisa, é possível. Por exemplo, tanto no Corcovado quanto no Pão de Açúcar é possível chegar de trilha (já falamos sobre a trilha do Pão de Açucar aqui). No caso do Corcovado, é necessária a compra de ingresso para acessar o Cristo, porém ele é bem mais barato que o ingresso com bondinho ou van. Uma das maravilhas dessa cidade é a união de belezas arquitetônicas com as maravilhas naturais, então programas ao ar livre são sempre uma boa pedida. Visite um dos diversos parques da cidade como o Parque Lage ou a Quinta da Boa Vista, uma ótima pedida pra um piquenique ao ar livre (aqui dicas de locais para piquenique); faça uma trilha, porém é bom pesquisar e evitar finais de semana, temos tido engarrafamento e superlotação em algumas trilhas mais famosas nesses dias; vá à praia, o programa mais democrático do Rio (aproveite nossas dicas pra economizar). Outra possibilidade é visitar algum dos muitos museus espalhados pela cidade (aqui os dias em que os museus são gratuitos).

  • Festas e eventos gratuitos: Pra quem curte a noite e tomar uma bebidinha, fiquem atentos as festas gratuitas na rua, rodas de samba, isoporzinhos e afins, que estão sempre rolando pelo Rio, leve sua bebida sempre que for possível. Fique ligado nos eventos na Praça XV, Arco do Teles, Praça Tiradentes, Praça Mauá, Parque Madureira; nesses lugares costumam ter programação de graça toda semana. Uma opção para curtir um por do sol maravilhoso é a Mureta da Urca, lá é um dos points da galera descolada carioca (tire fotos e use #naestradacomasminas, marque a gente no instagram). Lá é possível levar seu próprio vinho e cerveja, pros mais econômicos, ou mesmo beber e comer no famoso bar em frente ao point, que apesar de não ser dos mais baratos, tem preços bem acessíveis, se comparados aos aplicados na zona sul do Rio de Janeiro. Um pouco antes da mureta, num ponto menos “nobre”, mas igualmente bonito, temos a “pobreta da Urca”, onde é possível observar o mesmo por do sol, consumindo num bar ainda mais barato…

E aí, curtiram as dicas? Já veio ao Rio e tem mais alguma sugestão? Mora aqui e sabe de uma boa pra economizar? Comenta e conta pra gente! E não deixem de acompanhar nossos posts e redes sociais, as Minas organizam passeios gratuitos pelo Rio, além de sempre divulgarmos o que tá rolando de bom pela cidade.

Comentários

Comentários



O que achou desse post?


%d blogueiros gostam disto: