Na Estrada com as Minas

Mulheres Viajantes vai às Ruas: III Edição em terras Cariocas

Senta que lá vem história…

O Projeto Na Estrada com as Minas, quando foi criado foi para pura e simplesmente tirar uma jovem mulher mãe de casa e desafogá-la do “mundo maternidade”, o Projeto começou, pausou, reiniciou e finalmente tomou forma quando essa jovem mulher mãe encontrou outras mulheres que compartilhavam do mesmo desejo. A vontade de cair Na Estrada. Com o passar dos tempos o projeto foi ganhando forma, expandindo-se e conquistando novos admiradores, mulheres começaram a ficar animadas com a ideia de terem companhia, de compartilhar suas aventuras e de poder acreditar que suas vidas poderiam mudar de alguma forma. Assim surgiu o Na Estrada com as Minas…

Quando um dia, bem no comecinho do Projeto, uma mulher decidiu abrir seu coração e nos proporcionou um relato emocionante de como Viajar não era mais uma rota de fuga, mas sim, um Mergulho em si mesma! Aquele momento nós entendemos que a nossa história estava mudando, nosso objetivo se transformou em algo muito maior do que apenas se autoresgatar. Criou-se em nós a responsabilidade e o comprometimento de expandir essa Rede de Mulheres Viajantes.

VEJA TAMBÉM UM MERGULHO EM MIM – POR THAÍS CARNEIRO

Quando “trocamos” experiências com a Thaís – do antigo Cafezim e Prosa – percebemos o quanto podemos interferir de forma positiva na vida de outras mulheres, como podemos incentivar, dividir e empoderar através de um simples relato, abrindo nossos corações e vidas, cada mulher possui suas particularidades, porém algumas vezes – na maioria delas – essas mesmas mulheres compartilham sentimentos que não deveriam nem sequer existir.

E quando a Thaís nos convidou para mediar a III Edição do Mulheres Viajantes vai às Ruas nós ficamos muito empolgadas por poder primeiramente conhecer essa pessoa que estreou nossa coluna de Correspondentes e segundo por estarmos rodeadas de mulheres com peculiaridades e histórias riquíssimas.


Entenda o que é o Mulheres Viajantes

Desde que li a notícia das turistas argentinas mortas no Equador e as hipóteses construídas pela imprensa, me senti atingida de certa forma, por mais que a realidade não fosse a minha. A minha empatia não se dá por eu enxergar no caso uma possibilidade daquilo acontecer comigo ou não, mas pelo fato de que aquilo acontece com milhares de mulheres cotidianamente.

O mais doloroso é que por mais que ocorra cotidianamente, todos esses acontecimentos parecem invisíveis e constantemente, escuto a fala de que a culpa é das mulheres. Em uma série de questões, a culpa da violência de que fomos vítimas recai sobre nós com a argumentação de que buscamos determinado problema, que tivemos comportamentos inadequados, que nos vitimizamos.

Dia desse, fiquei martelando certas questões sobre viajar e ser mulher, como as relações se estabeleciam quando viajamos sem um homem, seja sozinha ou com amigas. As reflexões começaram a surgir com mais força a partir da repercussão do assassinato das duas turistas argentinas no Equador.

A partir disso, tive a ideia de reunir relatos de mulheres amigas que viajam o mundo e o Brasil sozinhas, e como elas se relacionam com o viajar só e como se sentem em meio ao burburinho de outras culturas e possibilidades de assédio.

– Por Thaís Carneiro

A III Edição do Mulheres Viajantes vai às Ruas aconteceu no dia 25 de Junho no terraço do Hostel Tupiniquim, em Botafogo e contou com a presença de mulheres muitos especiais.

O engraçado é que mesmo conhecendo algumas mulheres naquele dia, parecia que nos conhecíamos há décadas, de tantas histórias que se repetiam e de tanta garra e determinação em cada uma dessas mulheres que compareceram ao evento – qualidade que nos é comum.

A Mariri Parga registrou cuidadosamente cada momento especial desse evento e nós gostaríamos de parabenizá-la, que olhar delicado, todas as fotos transmitem  uma sensação diferente e inusitada. Obrigada por isso!


Confira meu relato no antigo blog da Thaís, o Cafezim e Prosa: QUANDO ME TORNEI SOMENTE MINHA – POR CAMILA SANTOS.






E no dia 08 de Julho vai rolar mais uma edição do Mulheres Viajantes vai às Ruas em São Paulo. Confirme presença no evento: Mesa-redonda: Mulheres Viajantes do século XIX.
Quer ficar por dentro dos nossos próximos eventos?
Entre no nosso Grupo do Facebook
Assine nossa Newsletter




VAI VIAJAR? FAÇA SUA RESERVA AQUI!

Está programando a próxima viagem? Faça sua reserva com nossos parceiros e ganhe descontos incríveis. Além de ajudar o blog a se manter atualizado e não ser taxado a mais por isso.
Hospedagem: AirbnbBooking
Seguro Viagem: Real SegurosSeguros Promo
Aluguel de carro: Rentcars

Comments

comments

«

»

1 COMMENT

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pingback: Bauernfest: bate e volta em Petrópolis, perrengue e outras precauções – Na Estrada com as Minas on 03/07/2017