Na Estrada com as Minas Rio de Janeiro

Parque de Madureira – O lugar mais democrático do Rio de Janeiro

Todo turista que vem conhecer a cidade, fica encantado com as belezas dos Pontos Turísticos do Rio de Janeiro e até muitos locais também se encantam. Nossa cidade é verdadeiramente linda, mas hoje quero propor um desafio a vocês, conhecer o Parque de Madureira.

Que tal pegar o trem na Central do Brasil e visitar o subúrbio da cidade? Aposto que você vai se apaixonar.

Hoje eu vim falar de um lugar que é praticamente o quintal da minha casa, um local que eu recomendo e muito, pois além de ser muito democrático e agradar a todos os gostos, é um local de lazer, muito bem conservado e que tem muita coisa boa a oferecer.

O PARQUE DE MADUREIRA

O Parque de Madureira é um parque de 450 mil metros quadrados, localizado no subúrbio do Rio, mais especificamente em Madureira, zona norte da cidade. O Parque inaugurou em Junho de 2012 e em 2015 ele recebeu uma grande modificação. Ele foi ampliado até os bairros de Rocha Miranda e Honório Gurgel. O Parque de Madureira é o terceiro maior parque da cidade, só é menor que o Parque do Flamengo e a Quinta da Boa Vista.

O Parque de Madureira possui uma ampla estrutura de lazer e atende públicos de diversas idades, classes sociais e econômicas. No Parque encontramos uma ciclovia, quadras de esportes, pistas de skate e uma Nave do Conhecimento, uma lan house pública com espaço para palestras – para fazer o cadastro é preciso levar RG e se for menor de idade precisa estar acompanhado de um responsável.

Na entrada do Parque, situada nos fundos do Madureira Shopping, encontramos logo de cara a Praça do Samba, nessa praça que acontecem os shows gratuitos abertos à população. Em dias comuns, em que não há shows na Praça, acontecem rodas de samba nos Quiosques localizados logo na entrada, a partir de quarta-feira. Às quintas-feiras rola um baile charme maravilhoso logo após a segunda entrada do Parque.

O Parque é totalmente sustentável e ganhou o selo AQUA (Alta Qualidade Ambiental) desenvolvido pela Fundação Vanzolini, em parceria com a Escola Politécnica da USP e o francês Centre Scientifique et Technique du Bâtiment (CSTB), com consultoria da Sustentech Desenvolvimento Sustentável. O parque possui centro de visitantes com iluminação movida à energia solar, sistema de irrigação que evita desperdícios, aproveitamento de água da chuva e 400 lâmpadas LED.

Há uma “mini cachoeira” para que as crianças possam se banhar em dias ensolarados e em muitos casos as famílias aproveitam para fazerem piqueniques ao redor. E há também a Arena Carioca Fernando Torres, onde acontece shows e manifestações culturais.

O Parque não abre às segundas-feiras. O horário de funcionamento é de Terça à Domingo de 05h às 22h

Caso queira mais informações sobre o Parque acesse a página oficial deles no facebook: https://www.facebook.com/pg/ParquedeMadureira/

Nós já havíamos indicado o Parque num post sobre Passeios para se fazer com crianças no Rio de Janeiro, se você quer conferir esse e outros lugares para passear com os pequenos aproveite.

E você? Já conheceu o Parque? O que achou de lá? Conte sua experiência para gente!




VAI VIAJAR? FAÇA SUA RESERVA AQUI!

Está programando a próxima viagem? Faça sua reserva com nossos parceiros e ganhe descontos incríveis. Além de ajudar o blog a se manter atualizado e não ser taxado a mais por isso.
Hospedagem: AirbnbBooking
Seguro Viagem: Real SegurosSeguros Promo
Aluguel de carro: Rentcars

Comments

comments

«

»

3 COMMENTS

  • STHEPHANIE MARTINS DA SILVA

    Eu tenho muita vontade de conhecer o parque de madureira, dizem que é ótimo, eu moro na baixada fluminense e chegar em madureira é um pouco difícil, mas eu gostei muito de como você falou do lugar e como mostrou, eu não sabia que o parque tinha um selo de sustentabilidade

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pingback: 4 Lugares incríveis para fazer Piquenique no Rio de Janeiro – Parte I – Na Estrada com as Minas on 10/03/2017
  • Pingback: Feijoada da Família Portelense – por Jandira Maciel – Na Estrada com as Minas on 10/03/2017